Biologia em pauta

Dia mundial sem consumo

consumo

Celebrado neste sábado, 28 de novembro, propositalmente depois da Black Friday, o Dia Mundial sem Consumo incentiva as pessoas a passarem um dia inteiro sem consumir nada, como forma de refletirem sobre o consumismo excessivo e repensarem seu estilo de vida.

A campanha foi criada pelo artista Ted Dave em 1992 no Canadá e posteriormente passou a ser promovida pela revista canadense Adbusters. A data é atualmente lembrada em dezenas de países.

O Dia Mundial sem Consumo assumiu o caráter de uma campanha de conscientização sobre o consumismo excessivo e seus efeitos destruidores sobre o meio ambiente e ganhou adeptos entre os defensores da sustentabilidade e de ações contra o aquecimento global.

“Estamos acostumados a comprar e comprar”, afirma o Biólogo Igor Cesarino, professor do Departamento de Botânica do Instituto de Biociência da USP e presidente da Sociedade Botânica de São Paulo. “A sociedade está acostumada a consumir demais. E quanto mais a gente consome, mais a gente explora a natureza”.

Igor lembra que praticamente tudo que consumimos tem origem na natureza. Mesmo equipamentos de alta tecnologia, como os computadores, têm componentes produzidos a partir de recursos naturais.

Ele ressalta a importância da adoção de hábitos de consumo conscientes e cita dois exemplos da nossa rotina: fechar a torneira d’água no momento em que estiver ensaboando a louça; levar a própria bolsa para o supermercado e assim evitar de trazer sacolas de plástico para casa.

“Precisamos fazer uma autocrítica e buscar um estilo de vida sustentável. Não é deixar de consumir, mas consumir de forma consciente”, defende Igor. “Nós fazemos parte da natureza e ela tem que ser preservada”

(Publicado em 28 de novembro de 2020)

CRBio Digital

Serviços Online

Transparência

Anuncie