Biologia em pauta

Mais de 1,9 milhões de pessoas foram infectadas pelo mosquito Aedes aegypti

21 de dezembro de 2016 – O Ministério da Saúde divulgou boletim com números de casos de dengue, zika e chikungunya registrados no Brasil até 28 de novembro. Os dados são alarmantes e mostram que mais de um milhão de pessoas foram infectadas (1.946.765). Os três vírus transmitidos pelo mosquito Aedes aegypti mataram 734 pessoas ao todo. Os casos de dengue totalizam 1.475.940, enquanto os casos de chikungunya são de 259.928, e os de zika, 210.897.


Antes de chegar ao fim, o ano de 2016 já é o segundo com maior número de casos de dengue na história, atrás apenas de 2015. Até o fim de novembro, 590 pessoas morreram e 812 tiveram casos graves da doença.


A chikungunya cresceu 737,3%, em comparação ao mesmo período de 2015, passando de 31.418 para 259.928 casos. E causou 138 mortes. Os meses mais críticos aconteceram em fevereiro e março e teve um novo pico em maio.


O zika, que foi identificado pela primeira vez no Brasil em 2015, atingiu mais severamente o Rio de Janeiro, Bahia e Mato Grosso. Do total de 210.897, 10.608 casos confirmados foram em grávidas. A doença matou seis pessoas.


Fonte: Ex-Libris Comunicação Integrada, Assessoria de Imprensa do CRBio-01

CRBio Digital

Área do Biólogo

Transparência

Anuncie